Radiônica

Com meu querido amigo e colega Prof. Sergio Nogueira (no XI Congresso Brasileiro de Radiestesia e Radiônica, pela ABRAD em SP (2017).

(Texto de autoria e propriedade do Prof. Sergio Nogueira)

Fonte:  www.radiestesia.net

(Na imagem: máquina Radiônica Órion II)

A Radiônica é a utilização de aparelhos eletro-eletrônicos, magnéticos ou mecânicos para a interpretação e transmissão de informações vibracionais.

Um aparelho de Radiônica pode ser definido como um sintonizador de frequências biológicas não detectáveis através dos meios usuais que utiliza da percepção extra-sensorial do operador para mapear o campo energético do elemento pesquisado.

A técnica surgiu na década de 20 nos Estados Unidos graças ao trabalho incansável do Dr. Abrams, médico de São Francisco que dedicou boa parte de sua vida à pesquisa e ao desenvolvimento dos aparelhos radiônicos, para maiores informações sobre a parte histórica consulte o link História da Radiônica.

Ao contrário do que muitos imaginam as máquinas radiônicas não emitem energia exatamente, mas sim informações codificadas que interagem com os campos mórficos (campos de energia formativos e informativos descobertos pelo biólogo Rupert Sheldrake). Neste aspecto ela guarda semelhanças com outras terapias holísticas que são primariamente informativas, tais como a Acupuntura, os Florais de Bach ou a Homeopatia.

Tais instrumentos devem possuir algumas características especiais, entre estas, as principais são:

  • Serem passíveis de regulagem pelo operador.
  • A energia do terapeuta deve ser totalmente preservada durante o processo, ou seja, o aparelho não deve descarregar ou sobrecarregar o operador durante o trabalho radiônico.
  • Devem ter um princípio elétrico, magnético ou mecânico em seu funcionamento.

Vamos discutir um pouco melhor estes pontos.

Um aparelho de Radiônica trabalha em conjunto com a mente, é um aliado dela, é diferente de uma televisão, que ligo e sintonizo automaticamente. O instrumento radiônico amplifica a percepção mental latente do operador. O mesmo não se dá com outros dispositivos comercializados atualmente, os gráficos, por exemplo, são formas que captam a energia e a transformam, criando uma frequência específica, que pode ser utilizada para determinados fins pré-estabelecidos, mas não possuem as características de uma máquina Radiônica. A confusão é antiga, os famosos irmãos belgas Servranx já relacionavam o termo Radiônica aos gráficos por eles desenvolvidos, muitas publicações em vários países fazem o mesmo, mas como foi dito, conceitualmente existe um erro.

Possibilidades do uso da Radiônica

A Radiônica, com todo seu instrumental foi utilizada para muitas coisas, principalmente para tratamentos de saúde. A maioria dos dispositivos existentes tem esta finalidade, eles possibilitam detectar problemas orgânicos, captam e emitem frequências que tendem a restabelecer o equilíbrio perdido, e mesmo quando não podem trazer a tão almejada cura, elas representam um reforço para qualquer tipo de tratamento convencional, ativando os mecanismos de defesa do organismo e acelerando o processo homeostático.

São máquinas geralmente simples, tornando-se uma alternativa válida aos custosos processos de cura alopáticos, no entanto é uma técnica pouco utilizada, e isto se deve a vários fatores, que serão discutidos em outro momento.

Gostaríamos de esclarecer desde já, que a Radiônica funciona, ela é real e, ao contrário de muitas artes místicas, ela proporciona resultados palpáveis, podendo ser empregada em diversas áreas, funcionando independente da crença pessoal. Aliás, ela dará bons resultados até mesmo em casos em que a pessoa não saiba que está sendo tratada, como todo operador bem sabe. O internauta pode consultar a entrevista de Hierônymus ou as experiências com Radiônica para ter uma noção mais apurada das possibilidades da técnica.

Utilizamos a Radiônica como complemento em muitos tratamentos, presenciais ou à distância, em alguns casos ela serve como suporte, a pessoa se trata presencialmente um dia por semana e durante os outros recebe emissões terapêuticas, proporcionando resultados mais rápidos para o cliente.

Observamos entre outros, casos em que o uso de tranquilizantes para dormir tornaram-se desnecessários, certa vez uma mulher nos procurou, sua queixa era a dificuldade para dormir, colocamos seu testemunho na máquina Radiônica e a regulamos, no dia seguinte ela entrou em contato dizendo que durante a tarde, em meio a uma reunião na empresa ela sentia dificuldade em manter os olhos abertos, chegou mesmo a cochilar criando um certo embaraço profissional, porém depois deste evento, seu sono se restabeleceu em curto espaço de tempo. Em um outro caso, ocorria exatamente o oposto, a pessoa dormia muito, cerca de dez horas por noite, mas perdia rapidamente a vitalidade, não marcava compromissos durante a noite porque deitava-se entre 18:00hs e 19:00hs, após um mês do inicio do tratamento conseguia ficar acordada até as 22:00hs.

Estes exemplos são suficientes para ofertar uma ideia do que é possível atingir através da técnica quando utilizada corretamente.

Sempre houveram grandes polêmicas envolvendo o tema desde sua criação pelo Dr. Abrams (cuja foto vemos à esquerda), os opositores do sistema sempre a ridicularizaram como algo místico, aludem ao fato de que na maioria das vezes estas máquinas são compostas por esquemas elétricos infantis e que a teoria Radiônica contraria as leis da biologia tradicionalmente aceita.

Embora simples o método funciona, tornando possível a resolução de diversos problemas de saúde, existem aparelhos que transmitem a informação de um floral ou medicamento homeopático diretamente ao campo energético de um ser vivo, sem que este tenha a necessidade de ingerir o componente. Existem ainda técnicas aplicadas a agricultura que proporcionam defesa contra pragas, sem que o agricultor tenha que recorrer a elementos nocivos, bastando colocar uma amostra da terra no aparelho em conjunto com um pouco de defensivo para que a informação se difunda pela a plantação.

Embora simples a Radiônica funciona, através de seus aparelhos podemos resolver diversos problemas de saúde, existem aparelhos que conseguem injetar um floral ou homeopático diretamente na aura de uma pessoa, sem que esta tenha a necessidade de ingerir o medicamento, existem ainda aparelhos que podem aplicar agrotóxicos em toda uma plantação sem que se tenha que derramar tal elemento nocivo no solo, basta colocar uma amostra da terra em um lugar pré determinado e uma amostra do agrotóxico para ser transmitido.

O papel de mente na Radiônica

Um ponto que não pode passar despercebido é o seguinte:

Não é o equipamento de Radiônica o verdadeiro causador dos efeitos mencionados acima, o aparelho não age por si só, é a mente do usuário que direciona o dispositivo para o fim almejado, assim o aparelho funciona como um amplificador dos padrões psíquicos do operador, da mesma forma que o microfone amplifica a voz.

Uma vez regulado, o aparelho radiônico transmite de forma intermitente a informação para a qual ele foi programado, sem perdas ou distorções.

A popularização da radiônica

Para aqueles que se interessavam pelo tema, e sonhavam possuir uma máquina para trabalhos práticos, sempre esteve reservado um calvário difícil de transpor, não era nada fácil ter um aparelho destes, em geral as máquinas disponíveis eram importadas, tinham altos custos para aquisição, e muitas delas simplesmente não eram eficazes.

As inglesas, por exemplo, que são muito boas, possuem custo mínimo de 600 Euros, e os manuais, quando acompanham o dispositivo, estão em inglês, o que sempre dificultou o estudo daqueles que não dominam o idioma. Não existiam cursos específicos sobre o tema e os que eram anunciados como “radiônica” em geral abordavam apenas o uso dos gráficos de radiestesia. Tudo isto atrapalhou muito a popularização de um dos meios mais eficazes de intervenção energética que se tem notícia na história.

Buscando reverter este quadro, desenvolvemos aparelhos radiônicos multifuncionais a custos acessíveis que seguem as últimas tendências mundiais, e pela primeira vez disponibilizamos cursos específicos sobre a técnica para todas as pessoas, radiestesistas ou não.

Esperamos com isto, auxiliar aqueles que desejam aprender, mas não encontravam meios de externar seus anseios.

PARA MAIS INFORMAÇÕES, ACESSE TAMBÉM:

Introdução a radiônica

IMPORTANTE!

NENHUMA DESTAS TÉCNICAS SUBSTITUEM EVENTUAIS ORIENTAÇÕES E/OU TRATAMENTOS MÉDICOS.

Grato pela visita!

Se interessou pelo assunto?
Fale comigo

Icone do Facebook



Chat